TRATAMENTOS ESTÉTICOS

A aplicação dessa substância tem como objetivo tratar rugas da face e pescoço em adultos.

É um medicamento que age inibindo a transmissão do impulso nervoso ao músculo causando uma paralisia temporária que resulta no desaparecimento ou atenuação das rugas relacionadas á expressão da área tratada. O completo desaparecimento das rugas depende do tipo (se dinâmica ou estática, superficial ou profunda), de sua localização (se é possível colocação da toxina sem riscos de efeitos indesejados) e das condições da pele.

As principais contra-indicações são doenças neurológicas, gestação e amamentação.

Durabilidade

A durabilidade desse efeito é em média quatro meses. A partir daí, se inicia a recuperação gradativa dos movimentos, porém o quê se observa é que as rugas voltarão lentamente. O tempo médio para reaplicação é de oito meses a um ano. Usar cremes anti-idade e protetor solar ajuda a prolongar o efeito rejuvenescedor da toxina botulínica.

Resultados

Ao contrário do que se imagina, a aplicação da toxina botulínica permite um efeito muito natural, principalmente quando o paciente está iniciando o processo de formação das rugas.

É um procedimento seguro e com resultados excelentes, desde que realizado por profissional médico capacitado e que as indicações para cada paciente sejam respeitadas.

Como é feito

A toxina botulínica é aplicada por meio de injeções nos músculos da área a ser tratada.

A dor no local da aplicação pode ser minimizada pelo uso de pomadas anestésicas pouco antes do início do procedimento e costuma ser bem tolerada. Um leve desconforto é percebido no momento da colocação da substância.

Após aplicação

O local das picadas fica dolorido no dia do procedimento.

Pequenos hematomas podem ocorrer no local das picadas e desaparecem em poucos dias.

Dor de cabeça ocorre em alguns pacientes e pode ser medicada com analgésicos comuns.

O efeito da toxina botulínica se inicia após 48 horas e o resultado final se dá após 15 dias. Nesse período, pequenas assimetrias podem ocorrer e frequentemente desaparecem ao final desse período, onde o paciente deverá ser reavaliado.

Orientações após procedimento – Toxina Botulínica em face e pescoço

Não deitar por 4 horas.

Não praticar exercícios físicos no dia, após o procedimento.

Não manipular a área tratada, massageando ou apertando o local.

Pode utilizar maquiagem e cosméticos normalmente.

Retomar uso de cremes com ácidos após 48 horas.

No caso da formação de hematomas, não tomar sol em praia e piscina e usar filtro solar para as atividades rotineiras.

Outra utilização da toxina botulínica é no tratamento da hiperidrose axilar (suor excessivo).

A toxina é aplicada superficialmente na pele da axila e paralisa o músculo da glândula sudorípara. O resultado começa em 48 horas e se completa em 15 dias.

Não ocorre desvio da sudorese para outra área do corpo, pois se trata da inibição periférica da glândula.

O excesso de suor desaparece ou fica satisfatoriamente reduzido. Embora o tempo de inibição da toxina seja em média seis meses, frequentemente, os pacientes sentem necessidade de reaplicação após 12 a 18 meses.

Após procedimento

Pode ocorrer leve dor no local das picadas.

Orientações após procedimento – Toxina Botulínica em axilas

A higiene local deve ser feita com água e sabonetes comuns e não é necessário suspender o uso de desodorantes.

Exercícios físicos estão prontamente liberados.

Não há nenhuma outra restrição.

Diferentes substâncias estão disponíveis no mercado para preenchimento de rugas e sulcos.

Levando em conta critérios como biocompatibilidade e segurança, trabalho com preenchedores intradérmicos e volumizadores compostos por ácido hialurônico.

O ácido hialurônico é uma substância sintetizada naturalmente em nosso corpo, principalmente na pele. Durante o processo de envelhecimento ocorre perda gradativa na produção dessa substância resultando em rugas, sulcos acentuados e flacidez.

Esses produtos são usados para atenuar sulcos e linhas da face, aumentar volume dos lábios, olheiras e recuperar volume facial.

Esses preenchedores duram em média 10 meses e ficam muito naturais se aplicados com a finalidade de recuperar volume que o paciente tinha e perdeu, sem exageros. Quando aplicados assim, a aparência final é de rejuvenescimento e não fica perceptível o quê exatamente foi feito.

Antes da aplicação

Qualquer problema de saúde deve ser relatado, incluindo gripes, resfriados, uso de medicamentos, herpes, bem como se já realizou preenchimentos anteriormente e qual substância foi utilizada.

Durante a aplicação

Cremes anestésicos ou bloqueios podem ser realizados para atenuar a dor. No momento da aplicação, ocorre desconforto que é bem tolerado pela maioria dos pacientes.

Após aplicação

Hematomas (roxos) e inchaços tendem a desaparecer após 48 horas, por vezes perduram poucos dias mais, porém quando isso ocorre é importante comunicar o médico que realizou o procedimento.

Na região labial é comum que o inchaço aumente nas primeiras 24 horas e depois gradativamente se normalize até 72 horas.

Alguns volumizadores também podem provocar esse inchaço tardiamente.

Orientações após procedimento – Preenchimento facial

Massagear o local apenas por recomendação médica.

Compressas geladas podem ser feitas a cada 2 horas.

Pode usar maquiagem e cosméticos normalmente.

Retornar os cremes contendo ácidos somente após 48 horas.

Não há dietas especiais nem restrições ás atividades físicas.

Usar protetor solar e no caso de hematomas, não se expor ao sol de praia e piscina até que os mesmos desapareçam completamente.

Várias tecnologias estão disponíveis para auxílio aos tratamentos que visam recuperar ou preservar o aspecto jovem facial ou corporal. Inseridos num planejamento feito pelo seu dermatologista, os Lasers são bons e grandes aliados para alcançar uma aparência bem cuidada e natural.

Atenuação de rugas, sardas e manchas solares, melhora da textura da pele, eliminação de vasos superficiais e diminuição da flacidez são resultados esperados e obtidos de forma bastante satisfatória nos pacientes que se submetem a esses procedimentos, bem como correção de cicatrizes de acne e estrias recentes ou antigas.

É sugerida em média de 03 a 04 sessões, variando conforme a necessidade do tratamento.

Os Lasers fracionados necessitam de várias sessões para apresentar resultados, mas na primeira aplicação já é possível observar melhora.

São contra-indicados de maneira absoluta ou relativa de acordo com a avaliação médica em pacientes com vitiligo, pele bronzeada, aplicação sobre nevo displásico ou tumores cutâneos, doenças e drogas fotossensibilizantes, pacientes em uso de isotretinoína oral, quelóides, gravidez, epilepsia.

Pacientes portadores de herpes devem notificar seu médico no momento da avaliação.

LUA INTENSA PULSADA (HARMONY) - LIP

Uma plataforma que permite a utilização de diversas ponteiras onde cada qual com seu comprimento de ondas trabalharão com objetivos diferentes, permitindo o tratamento de manchas senis em mãos, sardas, vasos, olheiras, pêlos e estimulo da produção de colágeno na área tratada.

É um procedimento bem tolerado pelos pacientes, com período de recuperação em torno de cinco a quinze dias e que não afasta o paciente de sua rotina.

Durante a aplicação

  • Anestésicos locais podem ser utilizados sob prescrição médica, porém, são dispensáveis.
  • Uma camada de gel aquoso é aplicada sobre a área a ser tratada.
  • Óculos de metal asseguram a proteção dos olhos.
  • A dor é variável e bem tolerada e se assemelha á “pequenos choques quentes”
  • É um procedimento bem tolerado pelos pacientes, com período de recuperação em torno de cinco a quinze dias e que não afasta o paciente de sua rotina.
Pixel (Harmony) – Laser fracionado

Promove fototermólise fracionada: o laser atinge a pele em colunas, deixando áreas de pele intacta ao redor. Estas áreas intactas promovem uma recuperação mais rápida, estimulando a produção do colágeno, diminuindo rugas finas, melhorando a textura da pele e a diminuição dos poros. Apresenta bons resultados no tratamento de estrias e de cicatrizes de acne.

Durante aplicação

  • Anestésicos tópicos serão utilizados a critério médico.
  • Óculos de metal asseguram a proteção ocular.
  • Durante a aplicação a intensidade do ardor aumenta, mas é muito bem tolerada. A dor se assemelha á “pequenas agulhadas quentes”

Laser CO2 – Laser fracionado

Semelhante ao pixel, ele trabalha preservando áreas da pele íntegras que permite uma recuperação mais rápida com relação aos não fracionados. O estímulo na produção de colágeno é proporcional á energia do laser.

É indicado para os tratamentos de cicatrizes de acne, rejuvenescimento (incluindo flacidez) da face, pescoço e colo, para estrias, melanoses e efélides (sardas).

Durante aplicação

  • A sedação do paciente é feita com anestésicos tópicos e analgésicos orais, a critério médico.
  • A dor e vermelhidão são mais intensos comparando-o ao Pixel.
  • A proteção ocular pode ser feita com óculos externos ou intra-oculares.

Orientações gerais após procedimento – Luz intensa pulsada (LIP), Pixel e CO2

Ardor e leve vermelhidão são mais intensos na primeira hora e vão diminuindo ao longo do primeiro dia pós-procedimento.

Lesões pigmentadas, como sardas, melanoses e olheiras, escurecem e serão clareadas ou desaparecerão por volta de quinze dias.

A pele adquire um aspecto mais “bronzeado” e mais ressecado e se recupera entre cinco e quinze dias.

O uso do protetor solar é suficiente para as atividades diárias.

Não tomar sol em praia ou piscinas durante o período de recuperação da pele (quinze dias).

Para novas sessões, a pele não pode estar bronzeada.

Os cremes calmantes e hidratantes deverão ser indicados pelo seu dermatologista, bem como a determinação do intervalo de suspensão dos cremes de tratamento contendo ácidos ou outros princípios ativos.

A utilização de maquiagem deve ser liberada a critério médico.

No caso do Pixel e do CO2 a pele ficará quadriculada por alguns dias e pode descamar delicadamente.

No caso do Laser de CO2, um inchaço progressivo ocorre até 48 -72 horas pós-procedimento e o ardor e a vermelhidão são mais intensos. Dependendo da atividade profissional é recomendado afastamento de aproximadamente cinco dias.

A utilização de maquiagem deve ser liberada a critério médico.

Orientações e prescrições médicas serão feitas sempre levando em consideração a particularidade de cada paciente.

LASER PARA REMOÇÃO DE PÊLOS E TRATAMENTO DAS FOLICULITES

Diferentes aparelhos cumprem a expectativa da diminuição ou eliminação total dos pêlos, bem como, resolvem os casos de inflamação e infecção dos folículos pilosos das diferentes áreas afetadas. Um bom exemplo: Foliculite da área da barba, que traz grandes incômodos aos homens, principalmente.

Após avaliação médica será possível indicar o tratamento a Laser e definir um número médio de sessões necessárias.

Tem-se que levar em conta o foto tipo de pele, as características dos pêlos, o local tratado, a extensão da área, fatores hormonais.

Os pêlos se apresentam em diferentes fases numa mesma sessão (crescimento, repouso, regressão), o quê resulta na eliminação gradativa e requer várias sessões.

Em média, finalizamos os tratamentos após quatro a seis sessões, distribuídas ao longo de um ano.

Os pêlos brancos não respondem a esse tipo de tratamento, bem como não são estimulados por ele.

Orientações preparatórias

  • Paciente com herpes em face devem notificá-lo ao médico no momento de sua avaliação.
  • A pele não pode estar bronzeada, pois corre risco de manchar.
  • Usar apenas lâminas de barbear ou cremes depilatórios. Antes da primeira sessão: depilar com três dias de antecedência.
  • Não usar ceras depilatórias ou clarear os pêlos.
  • Suspender o uso de cremes contendo ácidos.

Orientações gerais pós Laser para depilação e foliculites

Ardor e vermelhidão podem ocorrer, porém devem regredir em média após primeira hora.

Os pêlos podem se apresentar com aspecto queimado.

Dependendo da tecnologia utilizada, os pêlos caem entre 10 dias e 21 dias.

Não se expor ao sol de praia ou piscina na semana consecutiva á sessão, lembrando que a pele de qualquer maneira não deverá estar bronzeada para as próximas aplicações.

Se o tratamento for facial usar filtro solar com FPS 30 ou mais para as atividades rotineiras.

Em caso de dor e vermelhidão persistentes (p.e, ainda no dia seguinte) contate seu médico.

Após aplicação em área de Foliculite: Comumente se faz necessário a prescrição de antibióticos, tópicos ou orais e/ ou antiinflamatórios para minimizar a inflamação que normalmente ocorre após procedimento, mas que tende a ser maior nesses casos.

São substâncias aplicadas na pele com o objetivo de promover intensa renovação celular. Agem na camada superficial da pele, atenuando manchas, melanoses, ceratoses e melhorando o brilho e textura da pele.

Devem ser inseridos no contexto do tratamento e não como recurso mágico para solucionar a falta de rotina com os cremes rejuvenescedores e clareadores.

Os peelings mais comumente utilizados são de ácido retinóico, ácido salicílico, ácido mandélico, Jessner, ácido glicólico. Aplicados sozinhos ou combinados entre si.

Promovem descamação superficial que se inicia em média dois dias após procedimento e persiste por dois a três dias.

Vermelhidão e leve inchaço são efeitos colaterais comuns, bem tolerados.

Esses são peelings considerados superficiais e não afastam o paciente de suas atividades rotineiras.

Recomendações após procedimento – Peelings químicos

Usar protetor solar e manter sua rotina diária de trabalho.

Não frequentar praia ou piscinas durante todo o processo de descamação e recuperação da pele. Até 15 dias pós peeling ou conforme orientação médica.

Usar hidratante recomendado para esse período.

Suspender o uso de cremes contendo ácidos durante a fase de recuperação da pele ou a critério de seu médico.

Não puxar a pele, nem tentar acelerar o término da descamação usando esfoliantes.

Retomar sua rotina de tratamento seguindo caprichosamente as orientações de seu dermatologista.